Problemas de infertilidade e reprodução assistida

Problemas de infertilidade e reprodução assistida

A vida moderna e sua nova dinâmica provocam o aumento da percentagem de problemas de infertilidade em casais mexicanas se aumente paulatinamente, e que hoje atinge entre 16 e 20%.

De acordo com José Ilhas, biólogo na reprodução do Centro Especializado em Infertilidade e Atendimento à Mulher (CEFAM), o relógio biológico da mulher começa a diminuir a partir dos 35 anos, idade em que se reduz a sua capacidade reprodutiva em 50%. Além disso, aumenta o seu risco de complicações (aborto e malformações) ocasionadas por alterações cromossômicas.

A idade ideal para que uma mulher se embarace é entre os 18 e os 35 anos, mas, atualmente, os casais postergam a paternidade com manifestando que “deveriam ter maior estabilidade emocional e financeira”, o que, somado a problemas de saúde física de ambos, faz com que cada dia existem mais casos de infertilidade.

Infertilidade e Diabetes

Um estudo realizado na Grã-Bretanha, deixou ao descoberto que os homens com Diabetes podem vir a sofrer de infertilidade. Parece que o excesso de açúcar no corpo incide negativamente sobre a qualidade do esperma.

O Dr. Com Mallidis, da Queen’s University, Belfast, Reino Unido, disse que sua equipe de trabalho, estudou amostras de sêmen de homens diabéticos e que estavam sendo submetidos a uma terapia com insulina. No exame de rotina inicial com microscópio, as amostras de sêmen pareciam normais, exceto por uma ligeira diminuição do volume.

“Mas, quando analisamos os danos causados ao DNA (ácido nucleico que forma os cromossomos das células humanas) nos deparamos com um panorama muito diferente”, disse Mallidis, e acrescentou que este tipo de exame não está incluída em uma análise de rotina de porra.

“O RNA (ácido ribonucléico, que atua como intermediário e complemento das instruções genéticas codificadas no DNA do esperma estava significativamente alterado, e a comparação com uma base de dados de homens de comprovada fertilidade confirmou os dados. Os homens com Diabetes têm significativamente prejudicada a sua capacidade de reparar o DNA do esperma, pelo que, uma vez danificado o mesmo, não é possível restaurar”.

Sabe-Se que a qualidade do DNA do esperma está associada a uma menor qualidade do embrião, a uma menor taxa de implantação dos embriões, a uma maior incidência de abortos espontâneos, e a algumas doenças infantis graves, em especial a alguns cancros infantis.

Soluções de vanguarda

“Graças ao avanço científico e, atualmente, é possível resolver 95% dos problemas de infertilidade, permitindo que as mulheres alcancem o sonho de ser mães, de preferência antes dos 50 anos de idade”, explica o especialista

Atualmente já não é necessário viajar ao exterior para ter acesso a processos inovadores em matéria de infertilidade. No México já existem, como é o caso do Cefam, uma instituição dedicada ao estudo de casal com problemas de infertilidade e que tem seis anos de experiência em tratamentos de reprodução assistida.

Aqui se oferecem todos os serviços existentes para o tratamento deste problema que afeta entre 2 e 3 milhões de casais.

Técnicas para tratar a infertilidade:

Fertilização in Vitro.
Inseminação artificial.
Banco de sêmen.
Doação de óvulos.
Diagnóstico genético preimplantatorio.
Vitrificação de embriões e óvulos.

Você sabia que…

Existem 500 mil casos novos a cada ano?
Em países desenvolvidos, os casais com problemas de infertilidade podem levar entre 1 e 2 anos para procurar ajuda, enquanto que em países em vias de desenvolvimento, a média é entre 6 e 8 anos?
90% dos que se submetem a um tratamento de reprodução assistida sofre de altos níveis de estresse, ansiedade e sintomas depressivos?

Mais informações em: www.cefampalmas.com.mx
Tel. 2623 1115

 

Leave a Reply