Os ossos e a sua relação com a Diabetes

Os ossos e a sua relação com a Diabetes

Uma pesquisa realizada por cientistas da Universidade de Columbia, nos Estados Unidos, pôs a descoberto que uma hormona chamada osteocalcina, decorrente dos ossos, que aparece no processo de regeneração destes, também ativa o pâncreas para controlar os níveis de glicose no corpo.

Antes, outros estudos descobriram que esta substância pode jogar um papel importante na origem da Diabetes, pois tem um vínculo estreito com a insulina. O estudo realizado com camundongos descobriu que a decomposição de osso envelhecido, que ocorre para permitir o crescimento de osso novo, também ajuda a manter um nível normal de glicose no sangue.

Esta hormona pode “ligar” a produção de insulina no pâncreas, o que, por sua vez, aumenta a capacidade de outras células de absorver a glicose do sangue.

O estudo sugere que, em alguns pacientes, a Diabetes pode ser causada por alterações no esqueleto. Esta informação pode levar ao desenvolvimento de fármacos que estimulem a ligação entre a osteocalcina e a insulina. Os pesquisadores acreditam que a descoberta pode levar a melhores tratamentos para controlar a Diabetes tipo 2.

Os pesquisadores relataram que a descoberta também pode significar que os fármacos que são utilizados para o fortalecimento ósseo no tratamento de doenças como a osteoporose interferirían de alguma forma com este processo e causar problemas com o açúcar no sangue.

“Este estudo tem implicações importantes tanto para os pacientes com osteoporose como com Diabetes”, diz o Doutor Gerard Karsenty, Diretor da investigação.

“Em primeiro lugar, demonstra que a osteocalcina está envolvida no aparecimento da Diabetes. E segundo, o osso pode ser um novo alvo no tratamento de Diabetes tipo 2, já que parece contribuir para a intolerância à glicose. Finalmente, a osteocalcina pode se tornar um tratamento para a Diabetes tipo 2”, disse o cientista.

Outro estudo

Por sua parte, outra pesquisa, realizada por cientistas do Instituto Médico Johns Hopkins descobriram que a insulina é necessária para o desenvolvimento normal dos ossos e que esta pode ser a relação entre a saúde óssea e as doenças metabólicas como a Diabetes.

Em estudo com ratos, os animais cujos ossos não puderam responder à insulina desenvolveram resistência ao hormônio e altos níveis de açúcar, ambos os sintomas da Diabetes. Os cientistas esperam poder confirmar esses resultados em estudos mais amplos com seres humanos. Se as investigações avançam, podemos estar frente a uma nova possibilidade de tratamento que ajude a cerca de 285 milhões de pessoas que sofrem de Diabetes no mundo.

 

Leave a Reply